Quinta-feira, 6 de Maio de 2004

A vida pela Morte

Estes poemas que vou começar a postar, sao da autoria de Carina Ramos, alguem que começou a comunicar comigo atraves de e-mails e que concordamos os dois em publicar alguns dos seus poemas que ela me enviou e que eu, pessoalmente, gostei.

Que frustrante viver
Sabendo que vou morrer.

Sinto-me um parasita,
Que vive da maldade da vida.
Cujo maior castigo é viver
E ver os outros morrer.

Espero calmamente pela morte
(Que é o nada que anula o tudo).
Talvez um novo princípio,
Ou simplesmente o fim.



Carina Ramos
5-01-04

publicado por JoãoSousa às 17:04
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 8 de Maio de 2004 às 00:48
manda um beijo por mim á carina e diz-lhe que uma fulana gostou tbencandescente
(http://eroticidades.blogs.sapo.pt/)
(mailto:)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs