Terça-feira, 11 de Maio de 2004

Mostra-me então o caminho.

Bem.. isto de estar doente nem é mau de todo. pelo menos voltei a escrever e a pensar (sim, deve ser mesmo da febre!)

Seguiu-o sempre, um passo atrás, atenta a todos os sinais, por mínimos que pudessem ser, ela guardava-os, recapitulava-os e tirava deles um significado concreto para si. Sorria a cada pássaro que parava no caminho ou cruzava rapidamente o céu num voo bailado. Sentia na pele o mesmo vento que batia nas árvores em volta.
Chegaram então ao grande portão, que acedia à casa de Diogo.
- Vi todo o caminho até a tua casa, nunca o esquecerei enquanto não me obrigares a isso. Fi-lo pela 1ª vez e saberei faze-lo a partir de agora de olhos fechados. Sei a cor da tua casa, o cheiro do teu perfume está cravado em todo o caminho, agarrado às árvores, preso a todos os muros. A tua imagem será o motivo que me guiará até aqui. Agora basta convidares-me a entrar. Se me convidares a entrar estarás a convidar-me a entrar na tua vida, e não apagarei nada do que aprendi hoje. Se me negares o convite, irei embora pelo caminho e irei esquece-lo para sempre, esquecendo-me também de ti.
- Entra então. – Afirmou Diogo abrindo o portão. – Quero que entres na minha casa, que voltes a fazer o mesmo caminho inúmeras vezes e que entres na minha vida.

Gabriel Braga

publicado por JoãoSousa às 22:58
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs