Terça-feira, 8 de Junho de 2004

Essa tal luz...

Há uma luz pequenina
que vive dentro de mim,
uma luz que me ilumina
e me fazs sentir feliz.
gosto quando a luz se espalha
pela casa onde vivo,
e caminha para a rua
e bate à porta de um amigo.
Gostava que esta luz chegasse,
com toda a força que tem,
às aldeias e cidades
daqui e de mais além.
esta luz feita de paz
não gosta nada de fronteiras,
gostava de o fazer voar
junto de todas as bandeiras

Revista Espanta Pardais

Deram-me hoje este poema, quando passeava na rua, vinha num marcador de livros e eram crianças que andavam a distribuir. Gostei do gesto, do poema.
Essa luz que me iluminou em pequeno mas que agora se apaga rapidamente!

Gabriel Braga

publicado por JoãoSousa às 19:51
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 8 de Junho de 2004 às 22:42
Uma pequenina luz bruxuleante
não na distância brilhando no extremo da estrada
aqui no meio de nós e a multidão envolta
une toute petite lumière
just a little light
una piccola...em todas as línguas domundo
uma pequenina luz bruxuleante
brilhando incerta mas brilhando
aqui no meio de nós...(Jorge de Sena)rax
(http://especiarias.blogs.sapo.pt)
(mailto:)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs