Sexta-feira, 18 de Junho de 2004

O início do dia

Não tive de ir à escola para aprender a ser mae,
Disse a mãe.
Aconteceu naturalmente. Se eu te
enfiava o biberão na boca tu ficavas feliz. Se eu
o tirasse demasiado depressa tu choravas.
E se eu te deixasse sozinho, tu aborrecias-te.
É por isso que estou surpreendida que, ao fim
de todos estes anos, tu ainda não saibas portar-te
como um filho. Enquanto eu estava a aprender todas
estas coisas sobre ti, tu não estavas a aprender nada
sobre mim. A única coisa que deverias ter aprendido é
que eu detesto entrar no teu quarto, & encontrar a tua
cama por fazer. Para mim é como se o dia
nunca começasse. A manha apenas começa
depois de se fazer a cama.

Hal Sirowitz

Peço desculpa mãe por não ter aprendido a ser teu filho.
Peço desculpa mãe por não me saber portar como teu filho.
Peço desculpa por teres aprendido tanto sobre mim e eu nada sobre ti.
Peço desculpa por deixar a cama por fazer.
Peço desculpa por fazer com que os teus dias nunca comessem.
Peço desculpa!

Gabriel Braga

publicado por JoãoSousa às 12:42
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 18 de Junho de 2004 às 15:33
:'(...deixaste-me com lágrimas nos olhos e um nó na garganta...meninasorridente
(http://www.crazylittlelady.blogspot.com)
(mailto:)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs