Quinta-feira, 29 de Julho de 2004

Uma carta de despedida...

16 de Junho 2002

Meu Anjo! Meu Anjo!
Tu voltaste, nesta noite de tempestade, enquanto chorava secretamente entre a imensidão dos meus lençóis.
O teu perfume paira por todo o meu quarto. E como é bom o teu perfume.
Encontrei outra pena tua. Quer dizer que não vais comigo em viagem? Fico triste. Mas ao mesmo tempo sorriu porque sei que aqui estiveste. Mas sinto tristeza. Porquê? Porque me abandonas agora? Vem comigo, segue-me ou não podes? A tua missão acabou? Não me deixes com estas dúvidas. Matas o meu coração de tormento. Oh... meu Anjo como choro. Hoje é um dia triste. Tu partiste! Nem um adeus me disseste, só uma pena, uma única pena. Mas deveria ficar contente pois sei que se tu te vais embora é porque a tua missão acabou, e se ela acabou é porque finalmente estou vivo. Mas choro!
Não faças isso comigo meu anjo! Estava alegre por ir viajar, mas tinha esperança que fosses! Agora não vais. Meu coração chora.
Esquece tudo que disse. Sei que existes, e isso faz-me pensar. Não te posso mentir. Não há outro sentimento maior do que o que eu sinto por ti! Nem mesmo o sentimento que eu tenho pelos meus amigos.
Sim é verdade. Sempre me tentei convencer, que sendo tu um Anjo, não podia sentir algo tão forte por ti. Mas não consegui! Desculpa.

Não poderei dizer mais nada. Peço-te que me respondas (mas vou perdendo esperança).

Do sempre teu,
Gabriel Braga

As Cartas de Gabriel

publicado por JoãoSousa às 20:13
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs