Quarta-feira, 11 de Agosto de 2004

A ultima Carta. . .

“Meu Anjo.
Eu não acredito. Tu apareceste-me. Deste-me a tua luz e fizeste-me voar. Obrigado!
A tua vinda abriu todos os meus horizontes. Nunca pensei que me viesses visitar, ainda por cima ter comigo, e logo no dia em que eu mais precisava, no dia, faz hoje um ano, em que conheci o demónio que me levou para o inferno mas que com a tua ajuda consegui sair. E ainda no dia em que os meus amigos descobriram tudo. Tu sabias que isto iria acontecer, e então dás-me uma resposta que muitos procuram, a nossa vida está escrita. Existe destino!
Deste-me força. Já não me sinto um marginal, um louco poeta à margem da sociedade. Agora tenho força para dar à sociedade os meus ideais e lutar por eles e para me tornar também em parte da sociedade. Mas quererei eu fazer parte da sociedade?
Só tu. Só tu para me ajudares a voltar a ter gosto por lutar pela vida. Só tu para me responderes se era suposto ser assim. Só tu meu Anjo. Só tu! E o melhor, deixei de te amar. E agradeço-te por isso! Pois agora podes partir em paz. Agora que sei tudo! Que me amas também, então deixo-te livre. Voltarás quando quiseres para reviver uma vida, a minha vida e partirás quando quiseres.
Estou tão contente que quase rebento. Adeus velhos mundos e tristezas. Adeus drogas, fugas e calafrios. Claro que guardarei tudo isto (como tu me aconselhaste) para com eles vir a enfrentar novos perigos e vencer novas etapas, saltar problemas e correr sobre obstáculos.
Agradeço-te do fundo do meu coração que voltou outra vez a bater. Que bem que cantam os pássaros da vida. E agora poderei cantar com eles a bela melodia que nos mantém vivos.
Adoro-te. Obrigado meu Anjo.

Do sempre teu,

Gabriel Braga

in Uma Viagem

publicado por JoãoSousa às 19:58
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs