Quarta-feira, 27 de Outubro de 2004

XLI

"Apre! não metas todo... Eu mais não posso..."
Assim Márcia formosa me dizia;
— Não sou bárbaro (à moça eu respondia)
Brandamente verás como te coço:

"Ai! por Deus, não... não mais, que é grande! e grosso!"
Quem resistir ao seu falar podia
Meigamente o coninho lhe batia;
Ela diz "Ah meu bem! meu peito é vosso!"

O rebolar do cu (ah!) não te esqueça
Como és bela, meu bem! (então lhe digo)
Ela em suspiros mil a ardência expressa:

Por te unir fazer muito ao meu umbigo;
Assim, assim... menina, mais depressa!...
Eu me venho... ai Jesus!... vem-te comigo!



Mais uma vez Bocage

publicado por JoãoSousa às 20:09
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Anónimo a 28 de Outubro de 2004 às 14:28
ainda nao perdebi pk nao se estuda esta vertente do bocage no ensino secundario:)speak_easy
(http://postas.blos.sapo.pt)
(mailto:dfsf@fsd.op)


De Anónimo a 28 de Outubro de 2004 às 00:47
Hehehehehe Só mesmo de Bocaje. Está espectacular...polittikus
(http://polittikus.blogs.sapo.pt)
(mailto:pp@sapo.pt)


De Anónimo a 27 de Outubro de 2004 às 20:41
ehehehe bastant explicito :Pjaci
</a>
(mailto:)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs