Sexta-feira, 29 de Outubro de 2004

O Alquimista

02417_96.jpg

- Não sabia que os pastores são capazes de ler livros – disse uma voz feminina ao seu lado.
Era uma moça típica da região de Andaluzia, com seus cabelos negros escorridos, e os olhos que lembravam vagamente os antigos conquistadores mouros.
- É porque as ovelhas ensinam mais que os livros - respondeu o rapaz. Ficaram conversando por mais de duas horas. Ela contou que era filha do comerciante, e falou da vida na aldeia, onde cada dia era igual ao outro. O pastor contou dos campos de Andaluzia, das últimas novidades que viu nas cidades onde visitara. Estava contente por não precisar conversar sempre com as ovelhas.
- Como aprendeu a ler? - Perguntou a moça a certa altura.
- Como todas as outras pessoas – respondeu o rapaz. - Na escola.
- E, se sabe ler, então por que é apenas um pastor?
O rapaz deu uma desculpa qualquer para não respondes àquela pergunta. Ele tinha certeza de que a moça jamais entenderia. Continuou a contar suas histórias de viagem, e os pequenos olhos mouros abriam-se e fechavam-se de espanto e surpresa. À medida que o tempo foi passando, o rapaz começou a desejar que aquele dia não acabasse nunca, que o pai da moça ficasse ocupado por muito tempo e o mandasse esperar por três dias. Percebeu que estava sentindo uma coisa que nunca havia sentido antes: vontade de ficar morando numa mesma cidade para sempre. Com a menina e cabelos negros, os dias nunca seriam iguais.

Paulo Coelho


Um livro que marca.


Gabriel Braga

publicado por JoãoSousa às 20:22
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 30 de Outubro de 2004 às 19:46
um excerto mto bomspeak_easy
(http://postas.blogs.sapo.pt)
(mailto:gfdg@sad.op)


De Anónimo a 30 de Outubro de 2004 às 17:30
Da alquimia apenas gosto do ouro. Agora a sério... gostei do excerto do texto.polittikus
(http://polittikus.blogs.sapo.pt)
(mailto:pp@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs