Terça-feira, 16 de Novembro de 2004

As árvores

06215_107.jpg

Voltávamos para casa
Fazíamos a mesma estrada
Que tantas outras vezes fizéramos.
Ao passar as duas arvores
Marcadas com os nossos nomes,
(o teu de um lado e o meu do outro lado)
Ganhei finalmente coragem
e pedi-te para ficares comigo.
Ansiava há tanto em pedir-te,
Sonhava todas as noites com este momento,
Ficava nervoso quando, à tua beira, me lembrava
Do que tinha de fazer.
E naquele momento ganhei coragem e disse-o de uma só vez.
Com uma insegurança tremenda, com uma falta de voz,
Com os olhos a brilhar do esforço.
Sorriste, olhando para a frente,
Continuavas atenta às linhas da estrada
e sem perder a segurança disseste.
"O nosso amor é como as nossas árvores.
Estaremos sempre tão perto, a olhar um para o outro,
Partilharemos o mesmo solo, e percorreremos os mesmos caminhos,
Mas não... Nunca estaremos juntos."


Gabriel Braga

publicado por JoãoSousa às 20:27
link do post | comentar | favorito
13 comentários:
De Anónimo a 19 de Novembro de 2004 às 18:10
O amor é eterno... sempre.polittikus
(http://pornograffiti.blogs.sapo.pt)
(mailto:pp@sapo.pt)


De Anónimo a 18 de Novembro de 2004 às 20:33
Desesperante este belíssimo texto/poema. Mais ou menos casos da vida real...como o de tanta gente que conheço.
É um prazer ler-te.stillforty
(http://nofiodanavalha.blogspot.com)
(mailto:teresakaflalo@yaho.com.br)


De Anónimo a 18 de Novembro de 2004 às 19:20
lindo poema namorado :D @@@@@jaci
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 18 de Novembro de 2004 às 03:51
Se até as àrvores se entrelaçam... porque não as pessoas?!mfc
(http://pedemeias.blogspot.com)
(mailto:manuelfelixcosta@msn.com)


De Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 21:13
Muito bom!!! Prodigy_
(http://apenascronicas.blogs.sapo.pt/)
(mailto:andrefilipe83@hotmail.com)


De Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 20:32
Adorei este post! Lindo, lindo! Sem palavras... É tão bom qd temos alguém especial bem perto de nós! Obrigada pela visita... Voltarei concerteza. Beijinhomiss antipatia
(http://www.missantipatia.blogs.sapo.pt)
(mailto:missantipatia@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 19:23
As árvores morrem de pé...,não é?pedevento
(http://pedevento.blogs.sapo.pt)
(mailto:mardapalha@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 17:25
Lindas Linhas.

=*

Bju'sssJeriLee
(http://tiakeu.blogspot.com)
(mailto:jerilee@hotmail.com)


De Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 14:38
palavras pa quê? adorei...faço minhas as palavras da mónica...o vosso amor será eterno estarão sempre um ao lado do outro...tá d+ a serio continua c0ld kisses d uma dxconhecida*empty
(http://levaminhalma.blogs.sapo.pt)
(mailto:gatamalhada_17@hotmail.com)


De Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 14:25
Adorei as tuas palavras,fikei encantada mesmo.Parabens pelo blog.Bjs***Monica
(http://wwwmypapermoon.blogspot.com)
(mailto:mnh@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs