Domingo, 5 de Dezembro de 2004

Ontem à noite.

Mais uma noite passada juntos.
Finalmente. Já passava mais de um mês em que não nos sentávamos a uma mesa para jantar, para iniciar uma grande noite.
Tudo, tudo o que passamos ontem se resumem em momentos, se resumem em palavras, em pequenos fragmentos que encheriam folhas e folhas e que importância nenhuma tinha para quem os iria ler, só para nós. Por isso decidi agrupar todos os momentos, em simples palavras ou pequenas frases que talvez não façam nexo nenhum, mas sinto que tenho de partilhar (como maneira de agradecimento) os momentos que enchem a minha vida.
Tudo começou com a comida de sempre, as brincadeiras com os pauzinhos, com os guardanapos, as fotos, os risos, a troca de comidas.
O frio a colar a roupa ao corpo, a arrepiar-nos, a acordar-nos. A Terra. Como sempre, com música vinda das suas profundezas que fazia tudo vibrar. Os troncos, os banquinhos a mesa redonda e os seus “cavaleiros” em volta. Os cafés para aquecer o corpo, a jerupiga para aquecer a alma, os risos cada vez maiores, cada vez com mais vontade, cada vez mais alegres. Os brindes, a máquina, as diferenças, as perguntas difíceis.
As escadinhas escondidas e ao frio, o calor das experiências, a estupidez contagiante, a língua mole, as palavras presas. O Riso!
Voltamos ao interior d’A Terra. Mais jerupiga que a alma canta. Mais jogos, cartas, ladroes, policias, homicídios, conversas absurdas, sorteios.
Novamente o frio na cara, no corpo, caminhos escuros, de terra batida, horripilantes, medo, adrenalina, suor. A Mensagem. A corrida feliz.
Experimentamos o sabor d’A Terra a musica continuava a levar-nos o espírito. Risos. Muitos risos e conversas entre jogos. Conversas estúpidas, conversas foleiras, conversas profundas. “Matei-te”, “Tás presa em nome da lei!”. Fala-se do amor. Ouve-se a música e tudo pára à nossa volta.
Vem o sono, o cansaço, a dor de costas porque os troncos são duros. Os olhares, a impotência para falar.
A cama.

Obrigado!

publicado por JoãoSousa às 20:31
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 17:32
uiui, k buba k devem ter apanhado c tante jerupiga ai pelo meio..lol..ms divirtes-t e tas feliz e ixo é k interessa.. beijos =pverdinha
(http://www.osmeussegredos.blogs.sapo.pt)
(mailto:verde_girl@hotmail.com)


De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 15:05
Uma bela noite estou a ver...polittikus
(http://polittikus.blogspot.com)
(mailto:pp@sapo.pt)


De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 14:45
:) *************andrye
(http://andrye.blogs.sapo.pt)
(mailto:andrye@sapo.pt)


De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 12:33
Sim, senhor! Um dia bem passado!Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)


De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 00:20
WE ARE FAMILY, WE ARE FAMILY LALALALALA :PJaci
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 5 de Dezembro de 2004 às 23:59
adorei a noit d ontem,podiam ser tds assim!!!adoro vs mm tt kem m dera morar c vcs pa tarms sp juntos..a nss amizad e doentia eu sei lolol @@@@@@@@blackangel
</a>
(mailto:)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs