Segunda-feira, 13 de Dezembro de 2004

O último dos Sete Pecados

VII

Renasci.
Lavei os olhos
E vi-te em toda a tua verdade.
Quando me apercebi de todos os horrores que vivi,
Prometi a mim mesmo que acabaria com quem me acabou.

Por te amar demais,
A Ira foi o meu único pecado.


Gabriel Braga
10/12/04


Perguntas do dia: Como pode o nosso corpo, o corpo humano, ser tratado como um objecto, como um nada, depois de morrer? Não mereciamos mais respeito? Não somos nós o auge da Evolução? É duro ver, que depois de mortos nada nos pertence. Nada mesmo!
Apercebi-me disso hoje enquanto via uma autopsia.

publicado por JoãoSousa às 19:51
link do post | comentar | favorito
14 comentários:
De Anónimo a 14 de Dezembro de 2004 às 22:24
O último pecado é o pior de todos , a ira , a cólera!!! Por amar e não semros amados1 Eu já vi uma autopsia e relamente somos tratados como a carne exposta em talhos , sem respeito ou pudor! Entendo a tua indignação!Mónica
(http://mco.blogs.sapo.pt)
(mailto:monicacarvalho1@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2004 às 21:43
pois ms tb dps d mortos ja n sentimus nd, pior é qd somos usados durante a noxa vida =\verdinha
(http://www.osmeussegredos.blogs.sapo.pt)
(mailto:verde_girl@hotmail.com)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2004 às 20:19
Ia escrever qlq coisa, mas face à palavra autópsia perdi o discernimento :|Prodigy_
(http://apenascronicas.blogs.sapo.pt/)
(mailto:andrefilipe83@hotmail.com)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2004 às 20:12
Oi!Eu sei do que falas,nunca assisti a nenhuma mas a minha tia é auxiliar de enfermagem e já assistiu!Ela contou-me que retiravam os orgãos(sem autorização)e para encher de novo o corpo colocavam folhas de jornais!No mínimo macabro e desrespeitoso!Acho que merecemos um final mais digno!Obrigada pela visita!Bjs!!!Alexandra
(http://indoleromantica.blogs.sapo.pt)
(mailto:xana_mar@hotmail.com)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2004 às 16:09
O poema:...fantástico!
A pergunta:... e será que em vida tens alguma coisa de verdadeiramente teu..senão a alma, e essa não ficou no corpo. Vencemos a morte aí!
E quando nascemos não seremos apenas cadáveres apenas à espera...?...a morte venceu!
Respeito adquire-se em vida.
Um beijo**Virgínia Pedras
(http://semipoetisa.blogs.sapo.pt)
(mailto:gina_pedras@yahoo.com)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2004 às 16:07
Obrigado pelo cometário no meu blog. Gostei da sua criação, não pare. Boas Festas!Fernando Marques
(http://politicaracional.blogs.sapo.pt)
(mailto:fernandolunae@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2004 às 15:19
Pois, por isso é q eu prefiro nem ver,pk certas coisas com essas revoltam-me.. beijokas. ah o poema acabou lindamente :)andrye
(http://andrye.blogs.sapo.pt)
(mailto:andrye@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2004 às 15:05
Uns mais outros menos, mas todos por vezes sofremos deste pecado...polittikus
(http://polittikus.blogspot.com)
(mailto:pp@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2004 às 13:48
Nunca vi nenhuma e ainda bem!Acho que se quase nada é nosso enquanto vivos quanto mais quando mortos...É triste!!!
Bjos,
fica bembarmaid
(http://www.barmaid.blogs.sapo.pt)
(mailto:jhnb@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2004 às 13:34
Ainda bem que nunca vi nenhuma.didas
(http://farinhamparo.blogspot.com)
(mailto:didinhas@softhome.net)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs