Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

Pós-anúncio

 

Tempestivos os dias da ressaca real,
De um imperador soberano, acima de deus.
Sozinho, sem servos nem seguidores,
Empilha os cadáveres dizimados, todos seus.
 
Ah! Revolta ingrata, que mesmo merecida
Não dá vitória, nem triunfo, nem glória.
Apenas um deserto Rei e uma fornalha de corpos,
Mais ninguém para contar tal história.
 
E assim se perde na memória do mundo,
O Rei que tudo destruiu, foi o mesmo
Que abandonado se deixou ao fundo.
 
Oh! Tristeza, deixas desamparada, vida minha?
Junta-me ao fogo que os queima, E a manhã acordará
Simples, brilhante, singela e sozinha.

 

música: Erika Miklosa & Bernadett Wiedemann - The flower duet

publicado por JoãoSousa às 22:22
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Emanuela a 16 de Maio de 2008 às 02:53
Meu amigo distante e calado...Espero que estejas bem, apesar da tristeza que transparece nos escritos...
Um beijinho



Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs