Quarta-feira, 5 de Março de 2008

...

Ai que vergonha nociva

Deu em mim, quando pensei

Que as pessoas iriam olhar-me

E ver-me!

 

Tenho cá a distinta lata de

Presumir sequer que sou

De tal forma real quanto

A imagem que me sonho.

 

Pois nem eu próprio me vejo

Quando me deparo

Com algum espelho!

música: Mew - Comforting Sounds

publicado por JoãoSousa às 19:52
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De V.A.D. a 6 de Março de 2008 às 02:27
Às vezes parecemos estranhos aos nossos próprios olhos, olhamos o umbigo e não vemos para além da pele... Sim, porque olhar um espelho não significa que nos reconheçamos; o conhecimento pleno tem mais a ver com introspecção do que com o sentido da visão...

Desejo-te uma excelente noite!

Um abraço.


De Diana a 16 de Abril de 2008 às 17:10
Olá!!

Parabéns pelo trabalho, é muito interessante. belo blogue!!

Diana


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs