Domingo, 24 de Fevereiro de 2008

...

 
Caminham por entre falésias os gatos pardos
que em noites de luar procuram presa.
 
Um sorriso matreiro, um miado aliciante,
Um abanar de anca intrépido e tremido,
Como que a provocar, sem dar por isso.
 
E ao cimo, a espreitar, sem se dar à atenção,
Esbate-se a sombra de um Narciso,
Que deixa os pensamentos esfumarem-se
Contra o eterno candeeiro, a lua.
 
Acabado o fumo, perdem-se os pensamentos
E caminha inseguro por entre os desfiladeiros.
Sabendo, fingindo não saber, segue o gato.
E cai.
música: Shout Out Loud - Tonight I'm gonna leave it

publicado por JoãoSousa às 19:57
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De V.A.D. a 24 de Fevereiro de 2008 às 21:21
Caminham à beira de um precipício, uns confiantes, as presas nem imaginando o que lhes está para acontecer, outros nem tanto... Talvez estes últimos sejam as vítimas, a cegueira da confiança trazendo a queda, a insegurança cobrando um preço elevado...

Um abraço!


De emanuela a 25 de Fevereiro de 2008 às 00:21
Risco...Por mais que saibamos dos danos que podem causar, as dores que podemos sofrer em consequência de alguns atos, há em muitos momentos umas "fomes" que são capazes de fazer-nos perder o rumo...
Amigo, fico feliz de ver-te aqui com mais frequencia. A vida está mais calma? Ou andas mais tristinho e ficaste saudoso destes amigos distantes? Espero que seja a primeira resposta.
Um beijo, desejando que a tua semana seja cheia de alegrias.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs