Sábado, 23 de Fevereiro de 2008

...

 

 

Somos muito altos uns para os outros.
Vocês, mais baixos, não vêem as alturas do horizonte
Como eu as vejo. E isso é certo.
Elevo-me sem querer em limites mais amplos
e não estou habituado à rotina habitual de
quem vê barreiras em todo o lado.
 
Para mim, alguém que se alinha
Ao meu nível, está a tapar-me os sonhos
E a incrustar-se na inveja de ver mais além. Erro!
 
Os que em baixo ficam, tornam-se génios da resolução,
Com capacidades de adaptação e integração
fora dos normais, dentro da normalidade.
E o gigante fica sozinho, com a sua visão mais apurada,
Mas com todos os obstáculos à sua volta, e pior,
Que não os vê.
música: Sigur Rós - Hafsol

publicado por JoãoSousa às 18:19
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De ana a 24 de Fevereiro de 2008 às 16:23
obstáculos??? e forem simplesmente outras luzes, outras cores, outros sonhos...


De V.A.D. a 24 de Fevereiro de 2008 às 21:23
Ser-se gigante num mundo de anões pode ser tão mau como ser-se judeu na Alemanha nazi mas, amigo, a descriminação começa muitas vezes a delinear-se nas atitudes do descriminado... :-)

Votos de uma óptima semana!

Um abraço.


De emanuela a 25 de Fevereiro de 2008 às 00:13
O ser humano é um dos animais mais estranhos sobre a face da terra...Sempre a criar intrigas,gerar guerras... Seria tudo tão melhor se conseguíssemos nos olhar com carinho nas diferenças e sem tanta ganância e orgulho...
Beijinhos.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs