Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

...

Queria que as tempestades chegassem,
E que as setas de Zeus rachassem
O meu tronco em dois.
 
Queria que os ramos se separassem,
Que as raízes se despregassem,
Que as folhas fugissem.
 
Queria dividir-me,
Em dois, em três,
em quantos fosse possível.
 
Só assim, separado, desunido,
Sozinho, conseguiria
Finalmente dar frutos.
música: Hedwig And The Angry Inch - The Origin of Love

publicado por JoãoSousa às 21:58
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Emanuela a 15 de Fevereiro de 2008 às 23:12
Amigo, tens estado tétrico nas tuas últimas escritas. Transparecem tanta solidão... Espero que seja somente um exercício de escrita, ou, que sendo tristeza real , logo possa ser substituída por doces sorrisos e lindas canções.
Um beijo carinhoso( sem divisões!)


De Emanuela a 16 de Fevereiro de 2008 às 01:13
Ah, amigo
quando fiz o comentário ainda não tinha ouvido a música. É fantástica a história que ela conta. Adorei!
Beijos.


De V.A.D. a 16 de Fevereiro de 2008 às 22:59
Querias soltar-te das amarras
Dividir-te numa miríade de pedaços
Assim quebrarias os laços
Serias alma livre, trinado de uma guitarra...

Votos de um óptimo final de sábado e de um excelente domingo!

Um abraço.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs