Quarta-feira, 18 de Abril de 2007

Senhor Saudade




Contam-se lendas

Do Senhor Saudade.

E do seu coração

Sempre em Tempestade.

 

Vagueava pelas ruas

Com a garrafa na mão.

Bêbedo e sozinho

Dormia em qualquer chão.

 

Ainda em cantigas,

Ele é recordado.

E numa se dizia

Que nunca tinha amado.

 

Cá para mim,

No meu olhar de criança,

Essa canção é mentira,

Ele tinha amor e esperança.

 

Já noutra se diz

Que tudo perdeu

Num incêndio culpado

Onde tudo que tinha ardeu.

 

Mas no fim, todas as lendas,

Cantam a mesma verdade,

Que num laivo de lucidez

Se matou o Senhor Saudade.



Gabriel Braga

música: Mundo Cão - Morfina

publicado por JoãoSousa às 20:43
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs