Quinta-feira, 9 de Novembro de 2006

O Poema Triste

Isto é um poema triste.

Um poema de maus sentimentos

E amargas emoções.

Um poema de mágoa e dor

E de lágrimas também.

São versos de terror, rimas de medo

E até algumas palavras de pânico.

Este poema tem tudo o que é de mau

E mais um pouco de pessimismo.

É um poema sozinho, sombrio e simples.

É uma completa construção de fobias,

Embrenhadas em palavras tremulas

De profundos sentimentos.

São apenas gemidos de algum escritor

Preso num caixão vivo.

É um grito desesperante de ajuda, de morte.

Um pedido de auxilio falhado.

É um poema com balas e gatilhos

E com sangue à mistura.

É um poema sujo e com barulho.

Uma construção suicida, egoísta e egocêntrica.

É um triste poema de liberdade.


Gabriel Braga
música: Iron & Wine - Such Great Heights

publicado por JoãoSousa às 14:43
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Inês a 9 de Novembro de 2006 às 19:39
Voltou a inspiração :D


De Melissa a 18 de Setembro de 2007 às 23:47
As vezes o que nos vai na alma é tão forte que é preciso colocar para fora de alguma maneira.Mesmo que seja em palavras que mais ninguém compreenda a não ser nós mesmos.
Um grande abraço!


De Amandinha a 9 de Outubro de 2008 às 22:20
Esse poema é arcade ?
justifique 5 caracteristicas de arcadismo por favor !


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs