Quarta-feira, 13 de Setembro de 2006

As férias passam

Nem se notam os dias de férias a passar, até ao dia em que se acorda e tudo cai em cima de nós. Tem de se fazer o currículo, tem de se procurar emprego, tem de se renovar a matrícula, tem de se aturar os pais que já trabalham, tem tudo e mais alguma coisa para fazer. E uma pessoa só pergunta o que se passou àquele tempo todo infinito que tínhamos pela frente sem fazer nada a não ser o que nos desse na real gana.

Agradeço então aos dias que passei em Paredes de Coura, numa verdadeira selva, onde haviam gnus, vacas, macacos e outros tipos de animais, no meio dum dilúvio continuo, com amigas escuteiras, com síndromes de Touret entre outros mais violentos, entre mãozinhas e electro, entre concertos e comida, entre rabinhos time e festas da cera, entre casas de banho e rio.

Agradeço então ao dia de praia, dia do jolie, dia do TN, dia do pilinhas, dia do escaldão e da hiperactividade, dia do Hey now! Hey now!.

Agradeço então ao dia no rio, e dos putos que nele mijam, dos patos que andam à nossa beira, das pedras e do lodo.

Agradeço ao folk que dançamos no porto, com suor, fumo e vinho.

Agradeço então às intermináveis horas no centro comercial, a manter o contacto visual pró mancha negra, a falar de tudo e mais alguma coisa.

Agradeço o resto das tardes na casa da Bé a comer e a beber e a ver televisão e a fumar e a criticar.

Agradeço ao FF e aos DZR’T pelos fantásticos momentos que nos proporcionaram.

Agradeço as noites na casota e nos peões com o Senhor Fernando, nas cartas e nas cervejas, nos charros e nos gozos contínuos.

Agradeço aos jantares, à piscina coberta de água quente e ao jacuzi, à reabertura do insólito e à loucura que nos consome cada garrafa de vinho tinto.

 
E agora bate-se com a cabeça na mesinha de cabeceira, acorda-se e levanta-se para mais um dia de trabalho.

Nem as fotos tiradas no rio, ou na praia, ou em paredes de Coura, ou no concerto do ano nos alentam o coração, pois tudo isso já passou. Agora só se arranjam guerrinhas infantis para dar uma chave d’ouro ao final de férias.
Volta-se agora lentamente (porque o corpo não acompanha as obrigações da cabeça) à monotonia de sempre, ao trabalho, à angústia de esperar um ano inteiro para voltar a respirar!

 

Ainda bem que tenho ainda mais um mês de férias para preparar o corpo.

música: Yeah Yeah Yeahs - Turn Into

publicado por JoãoSousa às 20:00
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Jaci a 14 de Setembro de 2006 às 22:41
Foi Belo!! :D


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs