Segunda-feira, 15 de Maio de 2006

Waris Dirie



Há nos teus olhos um tal fulgor

E no teu riso tanta claridade,

Que o lembrar-me de ti é ter saudade

Duma roseira brava toda em flor.


Tuas mãos foram feitas para a dor,

Para os gestos de doçura e piedade;

E os teus beijos de sonho e de ansiedade

São como a alma a arder do próprio Amor!


Nasci envolta em trajes de mendiga;

E, ao dares-me o teu amor de maravilha,

Deste-me o manto de oiro de rainha!


Tua irmã…teu amor…e tua amiga…

E também, toda em flor, a tua filha,

Minha roseira brava que é só minha!…


(Florbela Espanca)


É a minha prenda de anos para ti minha irmã...

E faço minhas as tuas palavras


Tu és carne da minha carne

És sangue do meu sangue.
És a outra parte,
a mais importante de todas.
És a minha mente e o meu espirito.


Nunca poderei dizer o quanto te amo mana.


Gabriel Braga

música: The Flaming Lips - The Gash

publicado por JoãoSousa às 19:47
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Pedro a 19 de Maio de 2006 às 10:50
as palavras são sempre pouco para o k ker k seja mano... enfim só nos podemos aproximar... esboçar uma tentativa de expresssão, e o resto, o resto não existe. parabens plo teu novo espaço.onde compraste os tenis vermelhos?


De Pedro a 19 de Maio de 2006 às 10:51
as palavras são sempre pouco para o k ker k seja mano... enfim só nos podemos aproximar... esboçar uma tentativa de expresssão, e o resto, o resto não existe. parabens plo teu novo espaço.onde compraste os tenis vermelhos?


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs