Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2004

Dá-me a tua mão...

Dá-me a tua mão
Solta-a nessa folha
Conta-me uma paixão.
Vamos corre-la os dois
Apaixonarmo-nos depois,
Cantarmos essa alegria
Pequena história de magia.


Deixamos assim o beijo
Passamos então ao desejo,
E escrevemos mais uns versos
Uns daqueles bem dispersos…


Dá-me lá a tua mão
Mostrei-te como se faz
Agora ensina-me tu,
Aquilo de que és capaz.


Não tens nada que temer
O que aprendeste chegará
Leva-te na tua fantasia
Isso sim, é uma mão,
Uma mão de poesia.


(para a tal menina sorridente que me deu sempre a mão)


                                                               Gabriel Braga


publicado por JoãoSousa às 14:13
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 3 de Fevereiro de 2004 às 21:09
You know you are my shinin' star. Always were and always will be, that's why i love you so much. Thanx for being who you are.menina sorridente
</a>
(mailto:)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs