Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2004

...

«Eu estive aqui e ninguém contará a minha história»

Luis Sepúlveda

Arrepia-me esta frase.
Só de pensar que poderei passar neste mundo sem que, quando morrer, alguém conte a minha história. Deixa-me uma tal sensação de impotência que me sufoca, me deixa sem força para continuar a desenvolver a minha história... sem vontade de fazer nada, simplesmente embalar-me na corrente, deixar-me levar nos ventos da vida, sem o mínimo esforço... assim não terei história alguma, mas também, não sofrerei ao pensar que poderei ser esquecido injustamente...

publicado por JoãoSousa às 01:28
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2004 às 02:25
n sei s t conforta, mas sabes que a tua história n passará sem ser contada. eu vou, com toda a certeza, falar de ti aos meus filhos, aquele rapaz que sempre tirava a melhor gargalhada da minha voz... que sempre teve um ombro onde amparar as minhas lágrimas... e sempre teve um gesto doce que tirava de mim o mais sincero sorriso.sydney
</a>
(mailto:)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Imagens

SAPO Blogs