Domingo, 3 de Outubro de 2004

Uma noite como tantas outras noites.

luz1.jpg

Era mais um encontro, finalmente, depois de tanto tempo a tomar cafezinhos rápidos ou a passar tardes sentados no centro comercial, decidimos sair para a noite, aventurarmo-nos (mais uma vez) pelos caminhos que muitas vezes percorríamos.
Quando demos por nós, estávamos sentados e a Jeropiga já fazia das suas, já nos punha a rir, já nos fazia falar alto e perdermos a vergonha.
Ainda cedo na noite, mas já guiados pelo entusiasmo seguimos pelas ruas já distorcidas, onde as luzes tremiam imenso e formavam formas irreais, para o sítio onde aconteceram episódios Insólitos.
Depois de mais uns Finos, depois da minha expulsão da casa de banho, depois da pista ser toda para nós, do desaparecimento de três de nós e do reaparecimento, algum tempo depois dos três, com mais duas companhias.
Depois de muita dança, de muitas cenas, já cansados e mal dispostos, sentados nas escadas, encostados nos bancos, entre diálogos animados, e dores de estômago incontroláveis, estávamos a chegar ao fim da noite. Alguns sem força para se mexerem, outros, pelo contrario, com toda a força possível.
Uns aos gritos para andarem, outros aos gritos porque não conseguiam andar.
Os bons samaritanos que tentaram ajudar dois pobres rapazes que estavam completamente perdidos.
O egoísmo de outros perante os amigos.
O riso devido às figuras dos outros.
As conversas de animo para que não adormecessem.
Mais gritos (injustos claro!) e mais riso.
Até à chegada do carro salvador que nos levou todos a casa.

Frase da noite: “Os teus colegas falaram mais hoje do que em todas as vezes que já os levei a casa!”

Gabriel Braga

publicado por JoãoSousa às 19:35
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 4 de Outubro de 2004 às 13:00
tadinho do gjo mas eu tava mt irritada tinha acabado d ouvir coisas k n merecia :| ha tts cromos p ai enfim..mas adorei a noit na mm pena a forma cm acabou lolol mu t mt blackangel
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 3 de Outubro de 2004 às 20:04
lol tadinho do teu mano; o q ele atura!a ju e q n s calava tav imparavel,ate estaladas ao gajo q ela n conhecia d lado nenhum deu! e tola a minha namorada :P adorei a noite podia ter durado mais. amuvos muito irmandade bigada por serem quem saojaci
</a>
(mailto:)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Antena

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Leitura


O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder



O Amor Em Tempos de Cólera - Gabriel Garcia Márquez


O romance da raposa - Aquilino Ribeiro


A Arte da Fuga - Daniel Sampaio


Laranja Mecânica - Anthony Burgess



Tudo Que Temos Cá Dentro - Daniel Sampaio

.Blogs

Naif Naif
Studio 78
Marilia's Livejournal
Antigos Caminhos
O Micróbio
Photo of the Day Ng
Cine Blog
A whisper in your hear
O Meu Entendimento
Emanuela
Dentro de Mim
Parlamento do Pica Pau
Gritos Mudos

.Videos

Luciano Pavarotti & DOlores O'riordan - Avé Maria Arcade Fire - Wake Up Sigur Rós - Hoppipolla "I recorded my Amaryllis flower with my webcam for a month, taking 1 photo every 13m 20s. It is played back here at 25 frames per second to Liz Phair's song "Flower". This is my first attempt at timelapse photography, so it's not perfect, but not bad." - by paul Newson

.Imagens

SAPO Blogs