Domingo, 2 de Janeiro de 2005

Ano Novo

Esperava encontrar-te novamente
Com o bater das doze badaladas,
Como no outro ano, quando me deste a mão
E ficamos a ver os foguetes iluminar o céu.
Não apareceste, a minha mão gelou por tanto te esperar
E os foguetes nenhuma piada tiveram porque estava sozinho.

Depois, no tempo morto em que uma pessoa
Tenta esquecer o ano que passou e se prepara para o próximo,
Recusei a esquecer-me os tempos que passamos,
As horas intermináveis de olhares fervorosos,
As musicas que nos faziam mexer sem nenhum sentido,
As noites passadas ao relento,
Todos esses pormenores que fizeram o meu ultimo ano,
Ser o único ano da minha vida.

Na hora da festa,
De celebrar o novo ano,
De gastar todas as energias,
O teu lugar a meu lado estava sempre vazio,
E as pessoas ocupavam-no não se lembrando de ti.
Irritava-me o desrespeito das pessoas,
Mas não as podia culpar.
Então a festa passou por mim e não me apanhou.

E no fim, quando me deitei,
Cansado, revoltado, e triste,
Porque toda a noite me lembrei de ti,
Não consegui adormecer,
Porque sentia a tua mão no meu peito,
Porque sentia o teu respirar na minha nuca,
E sentia também os teus pés frios a tocarem-me.
Mas sabia que nada era teu. Nem a mão,
Nem o respirar, nem os pés.
Sentia-te comigo, via-te comigo, mas não eras tu.


Gabriel Braga
01/01/2005

(Pura Ficção)


Mas tenho de dizer que 2004 foi um Ano espectacular para mim, e um ano do qual terei muitas saudades, um ano que sempre recordarei.
O fim-de-semana no Porto.
O Batô.
O meu 2º ano da universidade.
O descobrir de novas gentes.
O crescer da minha pessoa.
A Sé.
O Isak.
O Bocage.
O amor cada vez mais crescente por vós.
As férias.
Os planos.
Os dias em Paredes de Coura.
A loucura do Euro.
O S. João.
As longas tardes no Bragaparque.
As imensas fotos.
Os jogos Olímpicos.
As longas conversas, críticas, gozos, brincadeiras, discussões.
Os cafés.
As saudades.
As recordações.
As noticias mundiais.
A Terra.
E muito mais.
Só tenho pena de ter perdido já, grande parte das memórias de 2004.
Sinceramente espero (como toda a gente) que este ano me traga ainda melhor sorte.



Gabriel Braga ainda preso a 2004.

publicado por JoãoSousa às 02:02
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De Anónimo a 6 de Janeiro de 2005 às 10:06
Num filme deveras pobre, descobri uma frase muito interessante: Na vida não confrontamos os nossos demónios e consequentemente destruímo -los, ao invés disso confrontamo-los, confrontamo-los e... confrontamo-los. Desejo que 2005 seja o primeiro dos teus melhores anosestou a zero
(http://www.estouazero@blogspot.com)
(mailto:brunomartins@oniduo.pt)


De Anónimo a 3 de Janeiro de 2005 às 18:52
Que a tua mão n fique durante muito tempo à espera duma outra tal que te aqueça e te encha de amor...qt a 2004 um ano que passou, passado.Vive 2005 e que tudo te corra plo milhó=)EMPTY
(http://levaminhalma.blogs.sapo.pt)
(mailto:pjoanita_14@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Janeiro de 2005 às 17:16
O final deixou-me um pouquinho preocupada! Já não dá para recordar tudo de 2004???Ou a memória é fraca, ou foram tantas, mas tantas as histórias..que....e que tal um diário!??!? Não acredito que não existam umas fotos! Quanto ao poema, é uma pena que este ano não tenha estado ao teu lado a tal maõ, mas...nem tudo pode ser perfeito. IntéViceversa1000
(http://Diario365.blogs.sapo.pt)
(mailto:Viceversa1000@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Janeiro de 2005 às 15:49
Como me disseram: "q o melhor de 2004 seja o pior de 2005" ! tudo de bom pa ti. beijokas.andrye
(http://andrye.blogs.sapo.pt)
(mailto:andrye@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Janeiro de 2005 às 12:13
Bom ano MadOsiris! Um abraçãoBruno
(http://brunusfrutae.blogspot.com)
(mailto:seraoamorimpossivel@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Janeiro de 2005 às 01:40
um beijo..
Que 2005 seja de paz e amor, mta saude e felicidade.. e cmo é obvio que tenha barreiras para podermos crescer
Rose**Black Rose
(http://wwwalguemperdido.blogspot.com)
(mailto:gu4no@hotmail.com)


De Anónimo a 2 de Janeiro de 2005 às 23:29
Espero que 2005 seja muito melhor que 2004 e espero tambem que se guardem as boas recordações para sempre. Gostei bastante do teu texto. Feliz 2005!!! ***Novembro7
(http://www.botaquetem.blogs.sapo.pt)
(mailto:novembro7@sapo.pt)


De Anónimo a 2 de Janeiro de 2005 às 22:12
A ausência está patente nas tuas palavras... 2004 já se fui, agora temos de atacar 2005. FELIZ 2005.polittikus
(http://polittikus.blogspot.com)
(mailto:pp@sapo.pt)


De Anónimo a 2 de Janeiro de 2005 às 21:40
:) Acho k começas te o ano em cheio com um texto lindo. Espero k 2005 seja cheio de coisas boas,com as alegrias tudo a dobrar.Beijokas***Monica
(http://wwwmypapermoon.blogspot.com)
(mailto:mnh@sapo.pt)


De Anónimo a 2 de Janeiro de 2005 às 20:53
Só se pode ser sonhador com os pés bem assentes na terra.
E essa terra são as nossas vivências... o teu 2004!mfc
(http://pedemeias.blogspot.com)
(mailto:manuelfelixcosta@msn.com)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Antena

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Leitura


O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder



O Amor Em Tempos de Cólera - Gabriel Garcia Márquez


O romance da raposa - Aquilino Ribeiro


A Arte da Fuga - Daniel Sampaio


Laranja Mecânica - Anthony Burgess



Tudo Que Temos Cá Dentro - Daniel Sampaio

.Blogs

Naif Naif
Studio 78
Marilia's Livejournal
Antigos Caminhos
O Micróbio
Photo of the Day Ng
Cine Blog
A whisper in your hear
O Meu Entendimento
Emanuela
Dentro de Mim
Parlamento do Pica Pau
Gritos Mudos

.Videos

Luciano Pavarotti & DOlores O'riordan - Avé Maria Arcade Fire - Wake Up Sigur Rós - Hoppipolla "I recorded my Amaryllis flower with my webcam for a month, taking 1 photo every 13m 20s. It is played back here at 25 frames per second to Liz Phair's song "Flower". This is my first attempt at timelapse photography, so it's not perfect, but not bad." - by paul Newson

.Imagens

SAPO Blogs