Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2009

Balanço Anual

Repare-se que me perdi da escrita nos dias seguintes à explosão da paixão, que sucumbiu em mãos quentes e suadas sobre mim, no cubiculo de sempre, entre fumos e outros acessórios que despertam as mentes. E apercebi-me que escrever me deixa triste, ou a tristeza é que me faz escrever.

E então deixei-me levar, abandonando este destino, seguindo outros caminhos, aprendendo outras coisas senão escrever.

Mas agora, finda o ano, e cai-me de subito a consciência culpada de quem abandona algo que é seu, e o deixa a mercê dos agouros do mundo. Aquilo que se deixa para trás sem merecer, volta mais tarde para nos atribular o espirito e quando acordamos dos sonhos lindos de amores e loucuras, levamos um valente estalo de culpa e vergonha por aquilo que deixamos, e era nosso.


 

Apaixonei-me, enamorei-me, perdi-me por tantos acontecimentos novos que me desleixei completamente. Não devia ter parado de escrever, Nunca! Porque, ao contrario do que pensava o escrever lava-me a alma e leva-me a tristeza, cravando-a em folhas únicas e que se escondem em gavetas fundas. E para mim a escrita sempre foi uma forma de arte triste e melancólica, sem modos de gargalhadas e finais alegres.


 

Querendo ou não sou um poeta e então sou triste, escrevendo. Querendo ou não tornei-me um apaixonado e então sonho, sorrindo. Agora vou tomando consciencia, vou vendo o que posso remediar e quem sabe, os conseguir juntar numa arte simples e pura em que os sentimentos bamboleiam como a vida. Puros, Simples, Sentidos.

música: M. Ward - Where you there?

publicado por JoãoSousa às 21:29
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Emanuela a 19 de Dezembro de 2009 às 00:59
Sem dúvida, meu amigo, és um poeta! E eu fiquei triste ao perder-te deste mundo maravilhoso da escrita, assim como fiquei triste por tantos outros amigos que se foram daqui... Alegro-me por este teu reencontro! Quiçá não nos abandones mais,pois para mim, ler-te é encontrar um pouco o meu eu que muitas vezes não consigo encontrar sózinha. Obrigada,por voltares! Por esta parilha linda!

Um beijinhos


De Carrlos Tavares a 6 de Janeiro de 2010 às 16:41
UM BOM ANO, acima de tudo!


De il pene a 20 de Setembro de 2010 às 15:56
Acho que este blog muito interessante ... embora eu não entenda tudo o que está escrito, porque o meu Português é um nível elementar


De allungamento a 28 de Setembro de 2010 às 14:12
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em seu blog que bom!


Comentar post

.mais sobre mim

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Antena

.Passado

.Em Leitura


O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder



O Amor Em Tempos de Cólera - Gabriel Garcia Márquez


O romance da raposa - Aquilino Ribeiro


A Arte da Fuga - Daniel Sampaio


Laranja Mecânica - Anthony Burgess



Tudo Que Temos Cá Dentro - Daniel Sampaio

.Blogs

Naif Naif
Studio 78
Marilia's Livejournal
Antigos Caminhos
O Micróbio
Photo of the Day Ng
Cine Blog
A whisper in your hear
O Meu Entendimento
Emanuela
Dentro de Mim
Parlamento do Pica Pau
Gritos Mudos

.Videos

Luciano Pavarotti & DOlores O'riordan - Avé Maria Arcade Fire - Wake Up Sigur Rós - Hoppipolla "I recorded my Amaryllis flower with my webcam for a month, taking 1 photo every 13m 20s. It is played back here at 25 frames per second to Liz Phair's song "Flower". This is my first attempt at timelapse photography, so it's not perfect, but not bad." - by paul Newson

.Imagens

blogs SAPO