Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2008

...

 
E ninguém me acompanha...
As ideias destrutivas
para com os outros
definham da ideia
que formamos na origem.
 
E tudo está a ir como uma onda.
Tudo. Todos.
E não há faróis que os guiem.
Nem estrelas que os apoiem,
Só aragens do horizonte infinito.
 
E ninguém me acompanha.
Sozinho, entre os milhões
de cristais de uma praia,
fiquei, retido, enquanto
tudo, todos se foram.
 
A arca partiu e desfez-se nas brumas.
Em terra, sem terra fiquei eu.
Agora lamento a espera.
música: Sigur Rós - Untitled #1 (Vaka)

publicado por JoãoSousa às 22:49
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Emanuela a 13 de Fevereiro de 2008 às 00:47
Pensamos ter controle sobre as coisas da vida, mas há uma rede que abraça a tudo e todos, leva-nos de rolo em meio a um grande tumulto de pessoas, sentimentos... Turbilhão. No meio de tudo isto percebemos nossa pequenez, nosso “estar sozinho”. E em muitos caminhos da nossa existência é preciso encarar o medo e seguir: não há ninguém para segurar nossa mão.
Fiquei a ouvir a música e ver o vídeo... Embora não o tenha compreendido muito bem, senti a música, bela, suave... e triste.
Beijos.


De V.A.D. a 13 de Fevereiro de 2008 às 02:33
Solidão, abandono... Cremos em nós, mas precisamos dos outros, mesmo que achemos que eles não fazem falta... E, se nos abandonam, ou se nos deixamos abandonar, lamentamos a perda e a espera torna-se infinda como se a eternidade se condensasse na ânsia do reencontro...

Um abraço.


De melissa yedda a 13 de Fevereiro de 2008 às 16:47
...E há momentos em que nos sentimos deveras abandonados!
Beijos


De ana a 13 de Fevereiro de 2008 às 22:25
nem sempre o mundo está à velocidade que precisamos! também quero tudo já!


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Antena

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Leitura


O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder



O Amor Em Tempos de Cólera - Gabriel Garcia Márquez


O romance da raposa - Aquilino Ribeiro


A Arte da Fuga - Daniel Sampaio


Laranja Mecânica - Anthony Burgess



Tudo Que Temos Cá Dentro - Daniel Sampaio

.Blogs

Naif Naif
Studio 78
Marilia's Livejournal
Antigos Caminhos
O Micróbio
Photo of the Day Ng
Cine Blog
A whisper in your hear
O Meu Entendimento
Emanuela
Dentro de Mim
Parlamento do Pica Pau
Gritos Mudos

.Videos

Luciano Pavarotti & DOlores O'riordan - Avé Maria Arcade Fire - Wake Up Sigur Rós - Hoppipolla "I recorded my Amaryllis flower with my webcam for a month, taking 1 photo every 13m 20s. It is played back here at 25 frames per second to Liz Phair's song "Flower". This is my first attempt at timelapse photography, so it's not perfect, but not bad." - by paul Newson

.Imagens

SAPO Blogs