Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

O Lá (E o fado)

 
Entre o lá e o cá nasceu o fado.
Criou-se o xaile, deixou-se crescer a criança, tornou-se o preto em tristeza e transformou-se o choro e a lágrima em canção.
Juntou-se a guitarra, bem portuguesa. Levantou-se a mão ao peito e agarrou-se o coração. Gritou-se o desgosto e rasgou-se a carne.
Entre o cá e o lá cantou-se o fado.
 
Turvam-se os olhos no arranhar do refrão.
Arrepia-se a pele no trovar da guitarra.
E o fado, bem despido, nú, simples, solto,
E a mulher que o agarra.
 
Enche-se o copo e a mágoa.
Chocam as ondas na cantada.
Cá nasceu o fado,
Lá criou-se a magoada.
 
Entre o lá e o cá nasceu o fado.
Tornou-se o povo triste e sonhador. Criou-se o mito da glória. Transformou-se o caminho em desatino e a paixão em desgosto.
Juntou-se a voz e o Lá, bem de cá, bem português. Ergueu-se a mão e matou-se o coração.
Gritou-se de dor e jorrou-se o sangue.
Entre o cá e o lá morreu o fado.
música: Amália Rodrigues - Lágrima

publicado por JoãoSousa às 21:01
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De ______ a 22 de Janeiro de 2008 às 21:18
Eu gosto muito de fado, aliás adorei o filme "Fados", creio q o fado me deixa assim numa espécie de transe, e gosto mesmo de o ouvir em silêncio como diz o povo: "Silêncio q se vai cantar o fado..." e é em silêncio q se ouvem as mais belas coisas entre um cá...e um...lá :)

Um beijo João e uma noite belíssima de luar solto no céu.


De Emanuela a 22 de Janeiro de 2008 às 23:52
Amigo, primeiro fui ouvir os fados, perceber a viola portuguesa, sentir a força do Lá, de cá. E percebi mais uma vez como toda a emoção do teu texto faz sentido. Beijinhos.


De V.A.D. a 23 de Janeiro de 2008 às 01:58
O fado é a expressão da saudade
Feito gemido no trinado da guitarra
É dor e silêncio, coração em algazarra
É emoção, é a portuguesa sonoridade

Votos de uma excelente noite1

Um abraço.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Antena

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Leitura


O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder



O Amor Em Tempos de Cólera - Gabriel Garcia Márquez


O romance da raposa - Aquilino Ribeiro


A Arte da Fuga - Daniel Sampaio


Laranja Mecânica - Anthony Burgess



Tudo Que Temos Cá Dentro - Daniel Sampaio

.Blogs

Naif Naif
Studio 78
Marilia's Livejournal
Antigos Caminhos
O Micróbio
Photo of the Day Ng
Cine Blog
A whisper in your hear
O Meu Entendimento
Emanuela
Dentro de Mim
Parlamento do Pica Pau
Gritos Mudos

.Videos

Luciano Pavarotti & DOlores O'riordan - Avé Maria Arcade Fire - Wake Up Sigur Rós - Hoppipolla "I recorded my Amaryllis flower with my webcam for a month, taking 1 photo every 13m 20s. It is played back here at 25 frames per second to Liz Phair's song "Flower". This is my first attempt at timelapse photography, so it's not perfect, but not bad." - by paul Newson

.Imagens

SAPO Blogs