Segunda-feira, 23 de Abril de 2007

Dama Loucura



Já desde criança

As suas travessuras

Mostravam aos outros,

As suas amarguras.

 

Filha de uma prostituta

E de um pai sempre bêbedo

Soube desde menina

O seu futuro azedo.

 

Enquanto crescia aprendeu,

A sobreviver como a mãe.

E o pai embebedado,

Aproveitava-se dela também.

 

Na sua cruel angústia,

Que sempre guardou em segredo,

Foi enlouquecendo sozinha

Até que perdeu todo o medo.

 

Um dia, já mulher feita

Enquanto o pai a violava

Agarrou num punhal escondido

E, sem uma lágrima, o esfaqueava.

 

Levantou-se, com toda a calma,

E quando viu o seu pai morto

Sentiu uma leveza na alma.

E nenhum desconforto.

 

Depois deste acontecido

Continuou a sua vida

Corria as ruas toda a noite,

Numa loucura embevecida.

 

E ficou conhecida pelo bairro,

Que sempre a via passear,

“Cuidado! Não peguem com ela,

Que ela é capaz de matar!”

 

Um velho mais atrevido,

Tentando fazer piada,

Chamou-lhe bichinho do mato

E levou uma facada.

 

Depois de muitas queixas,

Chamaram um batalhão.

Veio a policia para as ruas,

Tentando pôr-lhe a mão.

 

Mas qual quê? Ai de quem lhe tocasse!

Ela virava fera, pior que qualquer macho.

 

Depois de tanta pancada,

Ela vinha vitoriosa.

Entrou na tasca ainda armada

E cantou uma grande prosa.

 

No refrão se aperceberam

Que a musica, dela se tratava.

“Sou uma dama e sou louca,

Quem me irrita deixa-me brava.

Portanto minha boa gente,

Quem me quer tocar, antes paga!”



Gabriel Braga
 
música: Mariza - Ó Gente da Minha Terra

publicado por JoãoSousa às 21:17
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De melissa.yedda a 11 de Outubro de 2007 às 02:25
Gosto muito das coisas que falas. Como nao tens escrito muito ultimamente,vez por outras cato algum post antigo. Um grande abraço, amigo!


Comentar post

.mais sobre mim

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Antena

.Passado

.Em Leitura


O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder



O Amor Em Tempos de Cólera - Gabriel Garcia Márquez


O romance da raposa - Aquilino Ribeiro


A Arte da Fuga - Daniel Sampaio


Laranja Mecânica - Anthony Burgess



Tudo Que Temos Cá Dentro - Daniel Sampaio

.Blogs

Naif Naif
Studio 78
Marilia's Livejournal
Antigos Caminhos
O Micróbio
Photo of the Day Ng
Cine Blog
A whisper in your hear
O Meu Entendimento
Emanuela
Dentro de Mim
Parlamento do Pica Pau
Gritos Mudos

.Videos

Luciano Pavarotti & DOlores O'riordan - Avé Maria Arcade Fire - Wake Up Sigur Rós - Hoppipolla "I recorded my Amaryllis flower with my webcam for a month, taking 1 photo every 13m 20s. It is played back here at 25 frames per second to Liz Phair's song "Flower". This is my first attempt at timelapse photography, so it's not perfect, but not bad." - by paul Newson

.Imagens

blogs SAPO