Terça-feira, 26 de Abril de 2005

O Diário II

Querido diário,

Hoje não queria acordar.
Não queria abrir os olhos para o mundo.
Não queria acordar e ver a indiferença do meu pai para comigo.
Não queria acordar e ver a inocência do meu irmão e a estupidez da minha mãe.
Mas acordei. Acordei e chorei.
Tinha sangue na cama, mais uma vez tinha sangue na cama.
E a minha mãe entrou no quarto.
Não sorriu como da primeira vez.
“Ana! Outra vez Ana? Já te expliquei que tens de ter cuidado com o periodo. Assim não pode ser! E despacha-te que te atrasas.” E saiu sem sequer um bom dia.
Como me apeteceu gritar contra a burra da minha mãe:
“Mãe! Acorda Mãe! Ainda sou tão nova para ter o periodo. Mãe! Olha para mim e diz-me que sabes de tudo! Mãe!”
Mas não, eu calo-me, senão o meu pai bate-me, senão o pai ralha-me. E calo-me.
Fui para a escola e o pai nem me falou até me deixar à porta da escola e seguir em frente sem sequer desejar um bom dia.
Os momentos de liberdade são na minha escola. Os meus momentos felizes.
Mas não fiz ginástica. Não saltei no trampolim hoje, com as minhas amigas. A mãe escreveu mais um recado para o professor.
“Oh Ana outra vez com o periodo? Mas ainda noutro dia recebi o mesmo recado! Tens de ir ao médico Aninha. Podes ter algum problema.”.
Estas a ver mãe? Até o professor percebe que algo está mal! Porque é que tu não percebes? Abre os olhos mãe!
Cheguei a casa e não comi. Há dias que não tenho fome. Que não consigo comer.
Adormeci com o meu irmão, mas o pai chegou e acordou-me.
“Sua estúpida! Eu já te disse para não sujares a cama! Pareces uma criança. Sua estúpida!” E bateu-me.
O meu irmão continuou a dormir
Eu tentei dizer que não tinha culpa. Que se calhar era por causa do que ele me faz, mas aos olhos do meu pai apenas lhe pedi desculpa.
Por não ter culpa, pedi-lhe desculpa!
Fuji. Fechei-me no quarto e chorei. Só chorar me adianta.
Tentei dormir para não chorar mais mas ouvi as escadas a ranger.
O meu pai abre a porta.
Sou apenas uma Menina.
Senta-se ao meu lado e deixa a mão no meu cabelo.
Sou apenas uma criança.
Ele diz que me perdoa, ele diz para eu ter mais cuidado. E abre a braguilha.
Sou apenas uma criança, Menina.


Gabriel Braga

publicado por JoãoSousa às 20:33
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 28 de Abril de 2005 às 15:34
Era apenas uma menina...era...:(Virgínia Pedras
(http://semipoetisa.blogs.sapo.pt)
(mailto:gina_pedras@yahoo.com)


De Anónimo a 28 de Abril de 2005 às 15:29
Chocante demais...como chocante é tantas vezes a realidade! Mas é assim...o óbvio muitas vezes não se vê...porque não se "espera"...
E o silêncio das vítimas, o seu medo...ou sentimento de culpa...continuam a permitir actos cruéis assim!
Chocante...mas muitas vezes a vida é assim...
Não o devia ser...
Não devia!

Jinho, BShellblueshell
(http://blueshell.blogspot.com)
(mailto:sengelo@mail.pt)


De Anónimo a 27 de Abril de 2005 às 17:32
:-((Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)


De Anónimo a 27 de Abril de 2005 às 12:46
Estas hstorias deixam-me mesmo revoltada e é mt curel cada animal estupido cm este q faz isto a alguem!beijokas.andrye
(http://andrye.blogs.sapo.pt)
(mailto:andrye@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 25 seguidores

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Antena

.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Leitura


O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder



O Amor Em Tempos de Cólera - Gabriel Garcia Márquez


O romance da raposa - Aquilino Ribeiro


A Arte da Fuga - Daniel Sampaio


Laranja Mecânica - Anthony Burgess



Tudo Que Temos Cá Dentro - Daniel Sampaio

.Blogs

Naif Naif
Studio 78
Marilia's Livejournal
Antigos Caminhos
O Micróbio
Photo of the Day Ng
Cine Blog
A whisper in your hear
O Meu Entendimento
Emanuela
Dentro de Mim
Parlamento do Pica Pau
Gritos Mudos

.Videos

Luciano Pavarotti & DOlores O'riordan - Avé Maria Arcade Fire - Wake Up Sigur Rós - Hoppipolla "I recorded my Amaryllis flower with my webcam for a month, taking 1 photo every 13m 20s. It is played back here at 25 frames per second to Liz Phair's song "Flower". This is my first attempt at timelapse photography, so it's not perfect, but not bad." - by paul Newson

.Imagens

SAPO Blogs