Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2006

Capitulo I – Os vinte e um Anos

Subia a rua de regresso a casa ainda com o sabor metálico de pila de velho na boca e aquela dor de cabeça terrível, prémio de consolação de mais uma garrafa de aguardente perdida. Os faróis do carro que descia a rua indicavam que o filho da puta do betinho rico que vivia no casarão do fundo da rua estava a chegar a casa, certamente depois de mais uma noite no cafezito chique, com os amigos ainda mais chiques, metidos em conversas, bebidas e petiscos muito mais chiques!

Um torpor pelos músculos das pernas de tanto tempo ajoelhado, já que o velho não se vinha e o frio entranhado nos ossos faziam-me andar aos “esses”, sempre a subir, directo a casa.

Com as calças branco-bem-sujo meias desapertadas e com os joelhos húmidos, com a camisa castanha-bem-rota, num completo desalinho, ainda com a mancha que insistia em ficar, mais um prémio dos trocos ganhos com o velho.

Chegava a casa perdido entre as chaves para abrir a porta e a vontade de mijar. Definia prioridades:

Abrir a porta, mijar, comer, deitar-me. Tudo sem fazer barulho.

Perdia-me na enumeração.

Mijava-me enquanto abria a porta, fazia barulho a subir as escadas, a bater nos móveis e a pregar com a vontade de mijar que não soube esperar.

A minha mãe, lá de cima batia com a bengala no chão e resmungava, primeiro por coisas superficiais como o tarde das horas, a vida de vadiagem, depois passava para as pregações mais profundas como o dinheiro gasto em putas e em bebida, e a falta do mesmo, ou as dores que não a deixavam viver sossegada.

E eu deixava-a lá sozinha enquanto continuava a seguir o meu percurso cozinha-cama (com a roupa deixada a meio).

Comia um pedaço de pão já ressequido de segunda, enquanto me deitava e procurava entre a badalhoquice do quarto, um cobertor para me tapar alegrando-me de ver que o veneno dos ratos já tinha feito duas vitimas. Uma bela compra sem duvida!

Antes de dormir e com a cabeça ainda a latejar, acabava o serviço que o velho não quis prestar. Filho da mãe, pagou-me o broxe muito mal pago, e ainda não me soube satisfazer, disse que não queria sujar as mãos. E depois ria-me com a ironia dos meus pensamentos “É chique o raio do velho. Meter a pila na minha boca pode meter, mas agora tocar-me na pila já é imundo. Esta gente já nem sabe agradecer. Egoístas, só pensam neles.”. E lá estava a bengala a bater novamente, agora na parede, a dizer para parar com o riso e com a chiadeira da cama.

A noite que findou os meus vinte e um anos foi passada assim. A bater uma, com os grunhos da velha do outro lado da parede, com a cabeça a estourar e uma vontade irremediável de mudar tudo o que tinha andado a fazer até ali. E vinha-me entre lágrimas bêbedas, aos murros contra a parede a pedir um pouco de paz e de boa sorte.


Gabriel Braga
música: Thom Yorke - Harrowdown hill

publicado por JoãoSousa às 15:01
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Presente

. À lembrança

. À escrita

. ...

. ...

. Às vezes

. ...

. Lhasa

. Balanço Anual

. Soneto débil

. One Night Stand

.Em Antena

.Passado

.Em Leitura


O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder



O Amor Em Tempos de Cólera - Gabriel Garcia Márquez


O romance da raposa - Aquilino Ribeiro


A Arte da Fuga - Daniel Sampaio


Laranja Mecânica - Anthony Burgess



Tudo Que Temos Cá Dentro - Daniel Sampaio

.Blogs

Naif Naif
Studio 78
Marilia's Livejournal
Antigos Caminhos
O Micróbio
Photo of the Day Ng
Cine Blog
A whisper in your hear
O Meu Entendimento
Emanuela
Dentro de Mim
Parlamento do Pica Pau
Gritos Mudos

.Videos

Luciano Pavarotti & DOlores O'riordan - Avé Maria Arcade Fire - Wake Up Sigur Rós - Hoppipolla "I recorded my Amaryllis flower with my webcam for a month, taking 1 photo every 13m 20s. It is played back here at 25 frames per second to Liz Phair's song "Flower". This is my first attempt at timelapse photography, so it's not perfect, but not bad." - by paul Newson

.Imagens

blogs SAPO